quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Bike to work

Inspirado por uns amigos e colegas de trabalho há uns tempos experimentei ir para o local de trabalho na bicicleta, isto depois de muitas conversas sobre a experiência desses meus amigos em utilizar a bicicleta como meio de transporte para ir para o trabalho!
No inicio julguei tão absurdo e coloquei logo demasiados entraves e impossibilidades, que mais tarde se revelaram, que só existiam na minha cabeça!
Coisas como:

  • é muito longe!
  • o percurso é tramado!
  • e como tomo banho ?!
  • e a roupa ?!
  • e onde guardo a bicicleta ?!
  • e o mau aspeto que é chegar de bicicleta ao trabalho, de calção, tshirt e capacete na mão ?!
  • e... e...


Tudo desculpas e entraves colocados à partida, que não fazem o mínimo de sentido!

Depois de ter experimentado uma vez, repetido e repetido novamente, penso para mim próprio:
"É estupidamente simples !!!" :)
... E é mesmo !!!

Vejamos:

  1. são muitos poucos kms ! Tenho o privilégio de morar a 14 kms do sítio onde trabalho e ainda por cima grande parte do percurso é feito em ciclovia;
  2. o percurso à ida é mais fácil (com menos desnível) do que no regresso, o que facilita o esforço dispendido e o suor ! Portanto a desculpa do tomar banho, é mesmo uma desculpa! Indo em ritmo de passeio calminho, se não estiver muito calor quase não se transpira. Pelo menos, não muito mais do que andar em transportes públicos que não têm AC !
  3. com uma muda de roupa preparada no dia anterior, chega-se ao trabalho e rapidamente troca-se para uma roupa normal de trabalho.
  4. a empresa onde trabalho felizmente tem garagem, sítio próprio e com segurança, onde se podem deixar as bikes. Quase nem é preciso o cadeado!
  5. o gozo que dá ir de bicicleta para o trabalho é entusiasmante e chego a pensar para mim próprio, que os que vêm de carro e ficam horas no trânsito é que estão errados ! Eles não sabem o que perdem em não vir neste meio de transporte que em muitos outros países não se chama "transporte alternativo"  ! :)


Portanto a experiência é para continuar e repetir!

Entretanto tenho vindo a adaptar a velhinha btt Kona Nunu para a tornar mais citadina e prática, para este tipo de utilização:
- Já coloquei uns pneus mais finos (1.6)  e com muito pouco rasto, portanto, muito mais rolantes;
- tirei os pedais de encaixe por uns de plataforma normais, para poder ir com uns ténis normais, sem ser necessário trocar os mesmos no trabalho;
- umas luzes sinalizadoras para trás e para a frente

O que ainda vou fazer na bike:
- colocar um porta cargas, deste modo posso levar atrás uma mochila com a troca de roupa, sem ser necessário preparar e levar um dia antes a muda de roupa;
- uma campaínha, para avisar as pessoas que insistem em caminhar nas ciclovias que são destinadas aos ciclistas;
- um guiador e/ou uma avanço sobre-elevado, de forma a ficar numa posição de condução mais confortável;
- um porta garrafas para o quadro, para levar uma botija de água nos dias de mais calor;
- umas luzes melhores para quando os dias ficarem mais pequenos;
- colocação de uns refletores

Portanto, experimentem! Nem que seja uma vez !

Abraços e bons "bike to work days" ! :)
PS: obrigado aos meus amigos que ajudaram a dismistificar o "bike to work" e a torná-lo uma realidade!

3 comentários:

  1. Escolheste bem a companhia para a tua bike passar o dia! :-P

    ResponderEliminar
  2. Bike to work all the way!
    O que custa é começar!

    ResponderEliminar
  3. viste a luz!!!!
    grande abraço
    Julio

    ResponderEliminar